Programação de 26, 27 e 28 de Março no Centro InterculturaCidade

Centro InterculturaCidade

26 de Março (5 ª feira), 18:30

Construtores do Futuro: A experiência  da Fundação Casa Grande (Ceará, Brasil), contada por Alemberg Quindins, um dos seus fundadores

encontro_alemberg_fcg
Venham conhecer uma das experiências socioculturais e educativas mais dinâmicas e transformadoras do Brasil!

Nos confins do sertão cearense, Alemberg Quindins, Roseane Lima Verde e a sua equipa mágica de crianças e jovens de Nova Olinda constroem e moldam as suas vidas, e o desenvolvimento de toda uma comunidade há mais de duas décadas, como que levando à prática a “lição social” de que nos falou um dia o grande escritor brasileiro Rubem Alves: “Todos partilhamos de um mesmo mundo. Pequenos e grandes são  companheiros numa mesma aventura. Todos se ajudam. Não há competição. Há cooperação.”

No final (19h30), terá lugar uma apresentação do livro “Icasa do meu coração”, de Alemberg Quindins.
(Atividade inserida no Circuito Cultural Lusófono e promovida em colaboração com a…

View original post mais 264 palavras

Ciclo “Os cinemas das independências africanas” [25 e 26 MAR 2015]

»«»« Lisboa Africana »«»«

ciclo anti colonialistaNos dias 25 e 26 de Março, às 18h, no Auditório III da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, a Aleph – Plataforma de acção e investigação sobre imagens (anti-)coloniais, exibe dois filmes. Maria do Carmo Piçarra e Marta Lança apresentarão respectivamente “Deixem-me ao menos subir às palmeiras…” (1972), de Joaquim Lopes Barbosa, e “Nelisita” (1983), de Ruy Duarte de Carvalho. Após a exibição de cada filme segue-se um debate.

A Aleph – Plataforma de acção e investigação sobre imagens (anti-)coloniais, foi criada, informalmente, na sequência da sessão que, em 21 de Janeiro, o grupo organizou na Cinemateca Portuguesa, dando agora continuidade a um trabalho em rede, através da organização das primeiras sessões de um ciclo com que, em 2015, serão assinaladas as independências africanas. A entrada é livre.

Mais infos

View original post

Arquivos coloniais

da Terra e do Território no Império Português

A afirmação da História enquanto disciplina académica foi acompanhada por uma valorização do arquivo como espaço privilegiado da investigação histórica. Para sucessivas gerações de historiadores, o arquivo – e, em particular, o arquivo estatal – foi não só um lugar de pesquisa empírica mas também de validação científica. Todavia, nas últimas décadas o arquivo deixou de ser encarado apenas como um repositório de fontes sobre o passado, tornando-se ele próprio num objecto central de reflexão teórica e epistemológica para historiadores, arquivistas e cientistas sociais. Esta “viragem arquivística” (archival turn) foi em parte influenciada pelos trabalhos de autores como Michel Foucault ou Jacques Derrida, que chamaram à atenção para as relações de poder inerentes à constituição dos arquivos, suscitando um interesse renovado pelo estudo das suas lógicas de composição, acumulação e organização, assim como pelo mapeamento das parcialidades e silêncios da documentação. Mas este interesse pelo arquivo foi também…

View original post mais 398 palavras

Noite Iberoamericana, Sábado 21 de Março

Centro InterculturaCidade

nt_ibero_amer
No Dia Mundial da Poesia e da chegada da Primavera, uma dupla celebração com  o calor e o génio das culturas do universo iberoamericano. E com a poesia de Rui Cynatti  e Eduardo Galeano em fundo, de cujo nascimento  se comemora em 2015 o 100º e  o 75º aniversário, respectivamente.

Programa:
20:30 – Jantar Ibero-americano
Cardápio: Guacamole com Nachos e Tapas de presunto; Pollo al Chilindrón (Frango em molho com legumes), batatas coradas e salada; Pudim Flan, bebida e café.
Bebidas: vinho, calimocho, cerveja, sumos e água

22:00 – Tertúlia Musical e Poética com  Gonzalo Guzman

22h30 – Concerto com  Jacqueline Mercado e Rui Meira

Jantar e concerto: contribuição solidária de 15 Euros (inclui bebida e café).
Concerto: a partir das 22h, com contribuição solidária de 5 Euros (oferta de 1 bebida). Sujeito a inscrição prévia.

View original post

Chibanga Groove + Galissa @ ArtCasa [SEX, 20 MAR 2015]

»«»« Lisboa Africana »«»«

1799904_1637113906522378_271611800618023925_oOs Chibanga Groove prometem uma noite de música por onde se vai viajar pela África magrebina e negra. Esta sexta-feira, no Artcasa.

O Chibanga Groove de Johannes Krieger é como que uma versão mais reduzida da Tora Tora Big Band, com a particularidade de esta formação transnacional nascida em Lisboa enfatizar as influências africanas num jazz que se pretende festivo, muito físico e com mais espaço para a improvisação.

O convidado especial desta versão do grupo é um tocador de kora ligado à tradição mandinga e que podemos ouvir com os suíços Taffetas e com Maio Coope.

O guineense Ibrahima Galissa está habituado a ligar os procedimentos griot com o jazz e mais uma vez tal se repete neste projecto que pretende devolver ao género de música nascido nos Estados Unidos a sua natureza popular e mestiça, numa fórmula multicultural que abraça tanto as convenções históricas como os factores…

View original post mais 24 palavras

NBC e o Balão de Ensaio [QUA, 11, 18, 25 MAR 2015]

»«»« Lisboa Africana »«»«

NBCAs próximas quartas-feiras [ 11, 18, 25 de março] no B.Leza vão ser especiais. Depois do frenético concerto no Talkfest’15, o NBC prepara-se para revelar os primeiros segredos do novo disco.  Agora vamos poder assistir aos ensaios ao vivo, fazer parte deste mundo por dentro, ver covers inéditos, ouvir NBC em formato acústico e ainda apreciar música a ser feita em tempo real.

A oportunidade é única!

A entrada é livre!

Hora: 23h

Local: Clube B.Leza, Cais do Sodré

 

 

View original post