O Parolismo

O Flávio

Uma entrevista de Augusto Santos Silva, mNE (basta googlar que se encontrará uma versão resumida, com cerca de 10 minutos). Não particularmente interessante, não tanto pelo ministro mas devido ao tom afável e até algo subserviente da entrevistadora – há ali uma nuvem de comunhão de casta, tonitruante no final na partilha de “grande amigo”, que abre auto-estrada para que Santos Silva saia incólume e até com louros da entrevista, de facto conversa.

Mas, e para além de algumas afirmações interessantes sobre política externa, ainda que não inovadoras, infelizmente não esmiuçadas, o cabeçalho terá que ser as declarações sobre política interna – já agora, nem uma palavra sobre as eleições europeias e sobre “que Europa?”, para além de plácidas considerações sobre defesa comum, mostram o tom demasiado “charmoso” da entrevista. E sobre esta Augusto Santos Silva, reclamando alguma rusticidade lexical que faz ancorar no seu portismo, diz serem “parolos” os…

View original post mais 552 palavras

Anúncios