O obscurantismo

Courelas

vodu

Sobre o tecno-politiquês: políticos, urbanistas e antropo/sociólogos (e até jornalistas) vêm usando muito o anglicismo “gentrificação”. Como não sabia o que era fui-me informar. Percebi-a, é um biombo político. O processo a que se aplica é apenas social; já a vontade de o velar através do neologismo é tão reaccionária que até dói.

Em português diz-se exactamente (por etimologia e por semântica) “nobilitação” (enobrecimento, se se quiser). Mas se quisermos seguir a etimologia percebemos que poderemos dizer, por consciência histórica, “aburguesamento”. Os mais puristas poderão recuar até ao sânscrito e dizer “racialização”. Os menos ecuménicos poderão dizer “paganização”. Os mais poéticos poderão dizer “encantamento”, mas esta é uma deriva gaélica, zona muito dada a essas brumas, como se sabe.

E “gentrificação”? Dizem os do tecnocrês, do politiquês. Os que, com o termo, nos querem enganar. Ou, por outra, “aviltar” – exactamente o oposto da tal “nobilitação”.

Não há nada como…

View original post mais 28 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s